IA

As tendências da Inteligência Artificial no setor financeiro

As tendências da Inteligência Artificial no setor financeiro 890 501 capptan

Já falamos aqui sobre a IA e sua aplicação nas mais diversas áreas. Mas, no post de hoje, vamos nos focar na utilização da Inteligência Artificial no setor financeiro.

Certamente, você já percebeu que parte das nossas ações diárias são conduzidas por alguma forma de Inteligência Artificial. No segmento bancário não é diferente. A automação de processos internos e o atendimento virtual aos clientes são duas das principais e mais benéficas aplicações.

A tecnologia já é adotada por algumas instituições e o setor deve se beneficiar muito com esta inovação, aliás as expectativas são altas.

Setor confiante

Uma pesquisa, divulgada recentemente pela Accenture, mostrou que 82% dos executivos brasileiros acreditam que em três anos a IA será a principal forma de relacionamento entre os bancos e seus clientes. Além disso, 91% confiam que a Inteligência Artificial simplificará a criação de interfaces, o que possibilitará oferecer ao cliente final uma experiência mais humana e pessoal.
Inegavelmente, a previsão de todos os bons resultados da Inteligência Artificial no setor financeiro é fruto da grande quantidade de dados sobre o comportamento, preferências e desejos dos clientes. O volume de informação supera a capacidade humana de processamento e a sua análise permite a melhoria nas relações.

 

Quais as possibilidades de ganho?

Ao pré-programar as máquinas com base no comportamento e inteligência humana, se reduz ou elimina a intervenção humana em processos burocráticos como o agrupamento de dados para geração de relatórios, por exemplo. Dessa forma, libera-se profissionais para atividades mais estratégicas e gera-se muitas outras vantagens, como:

Eliminação de erros

Tecnologia é sinônimo de automação e todo processo automatizado está além das limitações humanas, tanto em relação a produtividade quanto a chance de erro.
Ou seja, a Inteligência Artificial no setor financeiro agiliza e dá precisão aos processos. Diferente de um humano, a máquina só para quando há uma falha técnica e nunca vai errar um lançamento de dados ou trocar algum deles, o que está sujeito a acontecer mesmo com o melhor e mais experiente dos profissionais.

Redução de custos

Se não há erros não há retrabalho e tudo o que precisa ser refeito demanda tempo e como dizem por aí: tempo é dinheiro. Além disso, geralmente um erro de cálculo ou lançamento indevido pode gerar inúmeros transtornos, como processos, pedidos de reparação e outros conflitos que levam a multas e prejuízos. Similarmente, também é possível reduzir o quadro de pessoal e isso gera grande economia com salários, benefícios, encargos trabalhistas e impostos.

Aumento da produtividade

Ao usar tecnologias de Inteligência Artificial para otimizar os processos burocráticos e repetitivos os profissionais ficam livres para se preocupar e ocupar com tarefas mais estratégicas que trarão mais vantagem competitiva para a instituição.
Ou seja, a IA é uma forma de aproveitar melhor a capacidade da equipe e tornar seu trabalho ainda mais eficiente.

Mais segurança

Se em todas as empresas que lidam com dados a segurança da informação é prioridade, nas instituições bancarias não é diferente. O uso da Inteligência Artificial no setor financeiro resulta em altos níveis de proteção, evitando vazamentos ou roubos de dados, além da incrível capacidade de detectar falhas que abram brechas na segurança.

 

As aplicações da Inteligência Artificial

Relativamente, a IA é uma tecnologia nova. Seu uso e benefícios ainda estão sendo conhecidos e testados, por isso mesmo, há uma gama imensa de possibilidades a serem exploradas. A Inteligência Artificial no setor financeiro agrega mais assertividade e segurança para clientes e instituição. Vejamos alguns exemplos do que já tem sido feito.

Integração com redes sociais

Se você ainda não o fez, certamente, em breve fará uma transação bancária pelo aplicativo da sua rede social preferida. Sim, sem acessar o internet banking ou app do banco.

Atendimento pelo chatbot

Talvez nem percebamos, mas os chatbots têm dominado o relacionamento com o cliente, dando mais agilidade e inteligência ao contato. Além da possibilidade de conversas com clientes, o futuro da Inteligência Artificial no setor financeiro é de interações (ou ações nos terminais de atendimento) com reconhecimento de fala.

Combate a fraudes

A possibilidade de analisar as informações em tempo real elimina, efetivamente, o risco de fraudes. Em instituições que já adotaram a tecnologia, a redução da taxa dos falsos positivos em transações chegou a 50% e o índice de eficiência da detecção em 60%.

Personalização de serviços

Diversas são as pesquisas que apontam para o desejo dos consumidores de ter seus hábitos de consumo e preferências conhecidos pelos prestadores. Com a IA é possível oferecer combinar dados que reconhecem comportamento do cliente e oferecer a ele um produto ou serviço de acordo com aquele momento de vida.

Como vimos, não resta dúvidas sobre a relevância da Inteligência Artificial no setor financeiro. Afinal, a transformação digital revolucionou a forma de se relacionar e prestar serviço.

Transforme-se com a gente!