O teste A/B é uma metodologia de teste com um princípio bastante simples: comparar duas versões de uma mesma coisa. As origens dessa metodologia são remotas. Os  primeiros registros conhecidos são de testes clínicos efetuados por James Lind no século XVIII.

Esta metodologia é utilizada em diversos ramos do conhecimento há muito tempo, mas tem sido particularmente adotada por empresas de software e aplicativos e pelo mundo da tecnologia em geral.

O Google, por exemplo, testou 41 tons de azul diferentes antes de selecionar a cor exata para os anúncios do Gmail. Uma mudança sutil de cor trouxe ao Google um ganho de 200 milhões de dólares adicionais em anúncios.


Para que serve o teste A/B?

Os testes A/B são aplicados para aumentar alguma métrica do aplicativo: número de downloads, cliques, engajamento, vendas, entre outros. 


Como fazer teste A/B durante o desenvolvimento de aplicativos?

O teste A/B aplicado no processo de criação de um aplicativo funciona, resumidamente, segmentando o público em dois (ou mais grupos) e analisando as reações de cada um desses grupos nas duas variantes do app. A variante que obtiver uma melhor experiência para os usuários deve ser a escolhida.

Existem diversos modos de se dividir as etapas de um teste A/B, bem como diversas nomenclaturas para essas fases, porém tudo gravita em torno das seguintes ações:

  • Defina objetivos e hipóteses.
  • Pense nos objetivos a serem alcançados ou no problema a ser resolvido e desenvolva uma ou mais hipóteses a partir disso.
  • Segmente o seu público-alvo.
  • Selecione o grupo de pessoas que irão testar as duas versões de seu app e lembre-se de selecionar um grupo grande o suficiente para obter dados confiáveis. Muitas ferramentas selecionam o público de forma aleatória e utilizando-se do próprio Google.
  • Selecione uma plataforma de teste A/B.
    Atualmente há um grande número de plataformas para teste A/B de aplicativos: Google Play Console, App Store Connect, Firebase, Audience Builder, VWO, Apptimize, entre outras.
    Selecione a plataforma mais adequada ao seu negócio e mais compatível com o seu orçamento. Afinal, a maioria dessas plataformas não são gratuitas.
  • Determine as variantes a serem testadas.
    Cores de links, palavras, designs de vídeos, sons, usabilidade em download e posicionamento de ícones, é possível selecionar essas e outras variantes no teste A/B de seu aplicativo e, assim, testar as hipóteses acordadas na primeira fase do projeto. 

Uma vez definidos os objetivos e as variantes, a empresa desenvolvedora de aplicativos deve criar duas versões idênticas do aplicativo (chamadas de A e B), sendo a variante a única diferença entre elas.

A medição se dará pela maneira que os usuários reagirem a uma ou a outra versão, por meio de fatores como: tempo de uso, interação com os elementos do app, número de instalações, entre outros. 

Com os resultados, a empresa decidirá se deve implementar mudanças ou não.


Apps oficiais: Google Play Console e App Store Connect. 

Google Play Developer Console é o app oficial do Google pensado para que os desenvolvedores façam a gestão de seus aplicativos Android.

Através dele, é possível ter acesso a diversas estatísticas de desempenho, incluindo os ganhos financeiros do app.

O Google Play Developer Console também permite testes A/B e traz a possibilidade de alterar as informações do app em qualquer momento que o desenvolvedor julgar oportuno.

Por sua vez, o App Store Connect é o app oficial da Apple para gerenciamento de aplicativos iOS na App Store

Ainda que permita testes A/B, o App Store Connect não permite que o app seja editado, sendo necessário um upload de outra versão caso o desenvolvedor queira alterar algo.

O público que visualizará as diferentes versões do app é escolhido de forma aleatória e selecionado pelo próprio Google.

Este aplicativo conta ainda com o TestFlight: um recurso para otimizar os testes e receber feedbacks do público. 


4 Vantagens do teste A/B no desenvolvimento de aplicativos

1. Feedback realista do mercado
Possibilita mensurar o mercado com base em dados reais e não em projeções. Um teste A/B é uma ótima forma de verificar a resposta do público perante mudanças diversas.

2. Conhecimento sobre diferentes públicos
Permite saber quais são os usuários e reunir informações relevantes sobre eles. Mesmo uma amostra relativamente pequena em um teste A/B pode fornecer resultados significativos e ágeis. Isso permite a otimização veloz de novos aplicativos.

3. Redução de riscos
Os testes A/B permitem que a empresa invista em soluções com resultados positivos e descarte prontamente as soluções com ganhos mínimos ou até mesmo negativos.

4. Aprimoramento do conteúdo
O processo de testagem faz com que o conteúdo ineficiente seja descartado, fazendo com que as versões finais sejam melhores e mais sofisticadas. 

O teste A/B pode determinar o sucesso do seu app e ajudá-lo a focar apenas nas funcionalidades e padrões mais importantes.

Inscreva-se em nossa newsletter para receber em primeira mão conteúdos e insights sobre inovação e desenvolvimento de aplicativos. 

Leave A Reply