Written by

Novos negócios: a revolução dos Apps Mobile com as Fintechs

Mobile, Slide, Todos| Views: 586

A evolução dos dispositivos móveis e a expansão do acesso à internet por meio destes equipamentos, sem dúvida, estão possibilitando um novo panorama ao mundo.

Seja pela praticidade, agilidade ou até mesmo pela facilidade, os smartphones e tablets têm se tornado ferramentas indispensáveis ao dia a dia dos usuários, que têm nestes dispositivos uma nova percepção no que diz respeito ao consumo.

 

Com todos esses fatores à vista, é indispensável que as empresas observem as possibilidades de negócios existentes e os cenários futuros.

Afinal a revolução dos aplicativos é uma realidade que afirma que há muito mercado para crescer.

Se por um lado a criação de apps está em expansão, por outro, eles despertam nas pessoas a necessidade de consumir serviços cada vez mais fáceis que possam simplificar suas vidas.

E para fornecer essa simplicidade aos usuários em geral, temos o que chamamos de Startups Fintechs.

O termo fintech resulta da junção das palavras finança e tecnologia (em inglês, financial e technology).  

A expressão passou a ser a palavra usada para nomear todas as startups que criam inovações na área de serviços financeiros, com processos fortemente baseados em tecnologia.

As características de uma Fintech

Normalmente são startups que fazem uso intensivo da tecnologia para oferecer novos produtos financeiros que em geral são mais simples de serem usados e mais intuitivos.

Empréstimos, transferências, pagamentos, seguros e consultoria financeira já são uma realidade das novas instituições financeiras totalmente móveis e digitais.

Fintech não é somente a tecnologia, é uma cultura e uma mentalidade. Colocar esta metodologia no centro da sua estratégia significa integrá-la à sua gestão de deixá-la de alto nível.

A verdade é que, com o crescente uso de smartphones, o acesso ao banco passa estar dentro do bolso.

 

São muitos os serviços diferenciados por essa tecnologia: os prazos são maiores, as taxas de juros reduzidas e os empréstimos mais baratos.

Apesar de seu crescimento acelerado, as fintechs ainda têm os desafios da credibilidade. Porém, segundo o diretor executivo da Accenture, Guilherme Horn, essas startups têm uma vantagem, já que, atualmente, “o consumidor quer uma nova experiência.

Hoje, as novas gerações dão mais importância à experiência do que à marca.”

Assim, as startups trazem novas opções aos consumidores, em alguns casos, com custos menores e qualidade superior.

Com isso, a tendência é que haja uma regulação da concorrência no mercado de produtos e serviços financeiros e seja criado um cenário mais diversificado de crédito.

Isso tem impulsionado o futuro do setor financeiro e a forma como serviços e produtos estão sendo oferecidos pelas corporações tradicionais.

Portanto, as fintechs vêm seguramente se posicionando com serviços personalizados e investindo em melhorias para o aumento de usuários digitais.

 

 

 

Comments

comments

Inscreva-se na nossa Newsletter