Atualmente, estima-se que existam cerca de 8,3 milhões de apps no mundo, segundo estimativas do site Statista, considerando os aplicativos disponíveis no Google Store e Apple App Store somados.

Em um mercado tão competitivo, como saber se o app do seu negócio está fazendo sucesso? Quais os critérios para efetuar uma medição?

Neste artigo apresentaremos algumas métricas para verificar o desempenho de seu app.


Métricas para medir sucesso de um app

1. Downloads

O número de downloads, sem dúvida, é uma métrica importante a ser analisada por toda empresa criadora de apps.

Mas somente a quantidade de downloads não é um indicativo de sucesso e deve ser analisada em conjunto com outras métricas para um panorama mais exato, como, por exemplo, o número de instalações e desinstalações e a quantidade de conversões.

Embora exista um amplo mercado de downloads pagos, mais de 98% da receita dos aplicativos vem de apps gratuitos.

2. Instalações e Desinstalações

Monitorar o número de instalações e desinstalações pode não só ser um indicativo de sucesso como também um modo de perceber possíveis falhas técnicas (erros no sistema operacional, falhas de download, etc.).

Vale notar que um app pode ser baixado mas não seja instalado ou utilizado pelo usuário: dados do Statista mostram que cerca de 25% dos apps no mundo foram acessados apenas uma vez após o download (no período entre 2010 e 2019).

3. Conversões

A conversão ocorre quando um usuário realiza alguma ação importante para a sua empresa: pode ser uma compra efetuada, seguir nas redes sociais, preencher um formulário, uma conta criada no app, entre outras ações.

As conversões podem ser um excelente indicador do ROI (Retorno sobre Investimento) de seu App, em outras palavras: para verificar quantos usuários geram resultados de fato para a sua empresa.

Esta medida é tão importante que empresas bem-sucedidas investem constantemente em CRO (Conversion Rate Optimization, a otimização da taxa de conversão). Segundo a Wordstream, as ferramentas para aumento de CRO costumam ter um ROI de 223%.

Para calcular a taxa de conversão basta dividir o número de pessoas convertidas pelo número de visitantes.

4. Taxa de Churn

A taxa de churn (também conhecida como taxa de rotatividade) revela o fluxo de clientes que deixaram de utilizar o app em determinado período, seja pelo cancelamento de assinatura ou inscrição, pela desinstalação do app ou outra forma de abandonar o uso. Por isso, reduzir a taxa de churn precisa ser sua prioridade número 1.

A taxa pode ser calculada pela seguinte fórmula matemática:

Total de usuários perdidos no mês/ano

÷ usuários no início do mês/ano

+ usuários adquiridos no mês.

Por exemplo: se você perdeu 10 clientes de 100 = 10% de churn.

5. Taxa de Retenção

É a quantidade de usuários ativos do aplicativo, interagindo com seus serviços e funções desde o uso inicial, permitindo conhecer melhor os clientes fidelizados, algo essencial para as estratégias de marketing e segmentação.

O rastreamento das taxas de retenção é particularmente importante após o patch ou a implementação de novos recursos e atualizações.

6. Permissões

Usuários que permitem recursos como notificações push e câmera são geralmente mais engajados, o que faz com que o número de permissões efetuadas seja um indicativo de retenção.

7. Crash

Trata-se da frequência de falhas e bugs do aplicativo. Assim como o número de downloads, é importante que o crash seja analisado em conjunto com outras métricas (taxa de desinstalação, avaliações, classificação por estrelas) para uma real ideia do estado atual do app.

8. MAU/DAU

Ambas medem o envolvimento do usuário com o aplicativo, sendo a única diferença o período medido: O MAU (Monthly Active Users) avalia os usuários ativos mensalmente e o DAU (Daily Active Users), diariamente.

9. Estrelas nas lojas de aplicativo

Os filtros de classificação de 5 estrelas e as avaliações de usuários podem aumentar a visibilidade e a relevância do app na loja virtual.

Segundo pesquisa da empresa dinamarquesa Trustpilot, 88% dos usuários afirmam que dão importância às pontuações com estrelas e que 84% das pessoas verificam as avaliações de outros usuários antes de uma compra ou download.

Essa métrica pode não ajudar na retenção ou conversão, mas pode dizer uma coisa muito importante :  se os usuários estão satisfeitos com o seu app.

10. LTV

Sigla para Lifetime Value (“valor pelo tempo de vida” em tradução livre), é a receita gerada desde o primeiro uso do aplicativo, seja através de compras, por publicidade ou outras formas de monetização.

Vale a pena considerar que nem todas as métricas de aplicativos podem ser aplicáveis ao seu negócio. Sessões de 90 segundos para um aplicativo de investimento são muito boas, mas para um aplicativo de streaming de música isso significaria que o usuário nem ouviu uma música completa.

Logo, é fundamental entender qual métrica vale a pena mapear para o seu negócio e quais delas não afetam seus resultados – receita, conversão ou engajamento do usuário.


Como fazer seu aplicativo alcançar o sucesso?

  • Foco na experiência do usuário;
  • Mantenha seu aplicativo móvel simples;
  • Use Metodologias Ágeis;
  • Desenvolva um protótipo (MVP);
  • Teste seu aplicativo após o lançamento;
  • Tenha um ótimo suporte ao cliente.
fábrica-de-app-uds

Gostaria de saber qual tipo de aplicativo funciona melhor para sua empresa? Entre em contato conosco hoje mesmo e transforme sua ideia de software em realidade.

Leave A Reply