Desenvolvimento de software para streaming

7 Tendências de Desenvolvimento de Software para streaming 

O Desenvolvimento de Streaming se tornou uma das principais formas de consumo de conteúdo em diferentes formatos, desde música, filmes, séries, jogos, chegando até o campo educacional. Com a popularização de plataformas como a Netflix e o Spotify,  somada a tendência de consumo rápido e flexível, a área apresenta-se como oportunidade para empresas que têm buscado oferecer experiências de alta qualidade aos seus usuários. 

Dessa forma, quando tratamos de Desenvolvimento de Software para Streaming, construir plataformas que suportem a alta demanda de acessos simultâneos e dêem uma experiência incrível aos usuários que vão consumir o conteúdo é essencial para garantir o sucesso dessas iniciativas.

Nesse sentido, contar com um parceiro de tecnologia experiente pode garantir o sucesso do projeto. Afinal as oportunidades de negócio na área são inúmeras, já que o Brasil é o segundo país que mais consome serviços de Streaming, de acordo com o relatório Streaming Global do Finder de 2021, com 65% de indivíduos adultos que fazem uso de algum serviço. 

Quer saber quais as tendências do setor e como grandes empresas estão surfando nessa onda? Continue a leitura e descubra. 

Afinal, o que é Streaming?

Streaming é a transmissão de dados pela internet, em tempo real ou não, que permite o acesso a conteúdos de áudio e vídeo sem a necessidade de download. A transmissão online proporciona conveniência ao usuário e economiza espaço nos dispositivos pessoais. 

Com plataformas diversificadas no setor de entretenimento, o Streaming se tornou uma forma predominante de consumir música, filmes, séries e jogos, além de ser responsável por ‘aposentar’ serviços de compartilhamento de arquivos como o saudoso Torrent, por exemplo. 

Plataformas de Streaming e suas evoluções

As plataformas de Streaming são os ambientes de reprodução que oferecem os conteúdos multimídia, enviando-os aos dispositivos dos usuários em pequenos pacotes. Netflix, Amazon Prime Video, Disney, entre outras, estão entre as plataformas mais conhecidas, e continuam evoluindo para manter os clientes encantados. 

Continuamente, elas lançam novos serviços ou funcionalidades, e aprimoramentos tecnológicos constantes garantem sua permanência na vanguarda do entretenimento digital. Otimizações como títulos disponíveis para download, parcerias de assinaturas em outros canais dentro das plataformas, jogos e outros tipos de conteúdo vão incrementando a experiência do cliente e expandido as oportunidades de negócio.

Outro destaque é a personalização dos conteúdos por usuário, que torna cada home distinta, baseada nos hábitos de consumo dos clientes. É a inteligência algorítmica trabalhando em favor do Streaming personalizado.

Outros tipos de Streaming

Indo muito além das séries e músicas, o Streaming pode ser usado em uma variedade de setores. Em cada um, o recurso pode ser usado para diferentes propósitos, como:

  • Educação: a utilização de Streaming para disponibilização de aulas gravadas, tutoriais e cursos online já é uma tendência no mercado, sendo uma tendência para escolas, universidades e instituições de ensino no geral. Grandes produtores de conteúdo também podem utilizar plataformas completas para disseminação de conhecimento, com assinaturas mensais e anuais. Um exemplo bastante conhecido é a plataforma Hotmart.
  • Saúde: nessa área, o Streaming pode transmitir consultas médicas, terapia e informações de saúde. E apesar da expansão dessas plataformas ser lenta, seu uso se consolidou para muitas instituições. O plano de saúde Unimed, por exemplo, já disponibiliza teleconsultas de emergência na mais nova versão do seu aplicativo.
  • Varejo: o Streaming pode ser usado para proporcionar uma experiência de compra interativa. Por exemplo, uma loja de varejo pode usá-lo para permitir que os clientes vejam produtos em ação antes de comprar. Plataformas de redes sociais, como o Instagram, são fortemente usadas por marcas de roupas para estratégias de Live Shopping, por exemplo.
  • Finanças: O Streaming pode ser usado para fornecer dados em tempo real a investidores e traders. Um exemplo prático disso é o Yahoo Finance, plataforma que divulga não apenas notícias sobre o mercado financeiro, mas também realiza o streaming de dados de cotações de ações em tempo real.

Tendências de Desenvolvimento de Software para Streaming

As atuais tendências no Desenvolvimento de Software para Streaming concentram-se na aprimoração da experiência do usuário, na proteção efetiva do conteúdo e na garantia da escalabilidade das plataformas. Vamos conhecer algumas delas?

1. Mobile Player: atendendo à mobilidade do usuário

A importância dos players de Streaming para dispositivos móveis é fundamental para satisfazer a crescente demanda daqueles que preferem assistir a conteúdo em seus smartphones ou tablets, a qualquer hora, em qualquer lugar.

E o mobile segue uma tendência de crescimento nesse aspecto. Em 2022, o número de pessoas com smartphone que assinaram serviços de streaming via app cresceu de 56% para 66%, chegando a 27% com assinatura de 1 só serviço; e 12% com 5 ou mais, segundo pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box sobre uso de apps no Brasil. 

Dessa forma, a responsividade, opções de reprodução de conteúdo e gestão da qualidade de imagem são aspectos essenciais que os desenvolvedores devem considerar ao criar esses players, porque além de suportar o alto número de acessos, as plataformas precisam proporcionar uma experiência agradável em diferentes ambientes de uso.

2. Live Streaming: popularidade em tempo real

O Live Streaming está se tornando cada vez mais popular à medida que as pessoas buscam maneiras de se conectar em tempo real. Os desenvolvedores de Streaming enfrentam o desafio de criar plataformas de live seguras e confiáveis, proporcionando opções de personalização para os usuários.

A Twitch, que se popularizou no último ano, é uma plataforma de transmissão online focada em jogos, desde competições de e-sports até sessões de jogo contínuo. Nela, os usuários podem compartilhar suas próprias experiências de jogo em tempo real ou, mais comumente, assistir a partidas de jogadores profissionais.

No entanto, a ferramenta se popularizou não apenas pelos jogos, mas por influenciadores que passaram a usar a Twitch para ter contato em tempo real com a sua audiência e produzir conteúdos ao vivo. 

3. DRM e Antipirataria: segurança na originalidade

O Digital Rights Management (DRM), ou Gestão de Direitos Autorais (GDD), e as soluções antipirataria, são elementos cruciais na proteção do conteúdo de Streaming contra cópias ilegais. 

Com isso, é possível proteger a exclusividade de acesso por assinantes, o que impacta diretamente no investimento e lucro de empresas que lidam com conteúdo. 

4. CDN e Load Balancer: eficiência na distribuição

A utilização de Content Delivery Networks (CDN), ou Rede de Fornecimento de Conteúdo, e de balanceadores de carga contribui para a distribuição eficiente do conteúdo de Streaming, minimizando o chamado lag, ou atrasos de transmissão. 

Os desenvolvedores devem adotar essas tecnologias para garantir que o conteúdo seja acessível a todos os usuários com alta qualidade, independentemente de sua localização.

Para tanto há ainda o uso de serviços de distribuição de conteúdo (CDS), como o Cloudfront, que destacam-se como ferramentas essenciais. 

Ao aproveitar a infraestrutura global da nuvem, o Cloudfront permite a distribuição eficiente de dados, reduzindo a latência e garantindo tempos de carregamento rápidos. Essa abordagem não apenas melhora a satisfação do usuário, mas também contribui para a escalabilidade e confiabilidade do serviço de Streaming.

5. Telemetria: monitoramento avançado da experiência do usuário

A telemetria é uma tendência fundamental no Desenvolvimento de Software para Streaming. Ela fornece insights valiosos para otimizar a experiência do usuário e a eficiência operacional.

O monitoramento de visualizações, tempos de carregamento e outros parâmetros cruciais é facilitado por meio de dashboards personalizados e ferramentas de análise avançadas. Essa abordagem permite a detecção proativa de problemas e o ajuste dinâmico da qualidade da transmissão com base nas condições de rede e nos dispositivos do usuário.

Ao adotar práticas avançadas de telemetria, os serviços de Streaming podem aprimorar continuamente suas ofertas, proporcionando uma experiência envolvente e personalizada para os usuários.

6. Infraestrutura Flexível e Alta Escalabilidade: preparados para o crescimento

A infraestrutura flexível é essencial para garantir que as plataformas de Streaming possam escalar e atender à demanda em constante crescimento. A adoção de infraestruturas altamente escaláveis é uma estratégia fundamental para lidar com os picos de demanda, que não são incomuns. 

Grandes marcas como a HBO já passaram por instabilidades de transmissão durante grandes lançamentos de séries, gerando rebuliço entre assinantes de serviços como HBO GO. A plataforma de Streaming exclusiva da marca, que foi criada para competir com os demais serviços, foi descontinuada e substituída pela plataforma HBO Max. 

7. Inteligência Artificial e Aprendizado de Máquina: a personalização é a bola da vez.

O uso da Inteligência Artificial (IA) e do Aprendizado de Máquina (Machine Learning) é essencial para otimizar a distribuição de conteúdo, melhorar a qualidade e personalizar as recomendações. Essas tecnologias são fundamentais para criar experiências de Streaming mais personalizadas e envolventes, que mantenham o usuário dentro da aplicação. 

Com isso, é possível se valer de vários benefícios importantes, tais como: 

  • Análise de comportamento de usuários para melhorar a experiência de consumo de conteúdo, recomendações de conteúdo, retenção na plataforma e upsells;
  • Testes de novos conteúdos com determinados tipos de público;
  • Tradução e gestão de legendas, descrição e detalhes técnicos de conteúdos;
  • Identificação de conteúdos vazados e bloqueio de usuários baseado em marca d’água;
  • Ganhar tempo em processamento e compressão de vídeo (encoding e decoding), reduzindo o custo de armazenamento e transferência de mídias.

Como criar uma plataforma de Streaming para o seu negócio?

Para criar um Streaming , é essencial explorar estratégias e ferramentas adequadas. Aqui estão duas abordagens que podem ser úteis:

SaaS – Software as a Service

Ao adotar o modelo SaaS, as empresas focam na criação de conteúdo, enquanto a infraestrutura de streaming é gerenciada de forma transparente na nuvem. Funciona como o ‘aluguel’ de uma plataforma já existente. Isso não apenas simplifica a implementação técnica, mas também oferece flexibilidade para se adaptar às demandas do mercado de entretenimento digital de forma rápida. 

No entanto, há alguns obstáculos importantes  de serem observados pelo cliente para a expansão de oferta de conteúdos diversificados, tais como:

  • Limitações de arquitetura e qualidade de streaming de vídeo;
  • Limitações de escala da plataforma, espaço de armazenamento de vídeo, dentre outras;
  • Inviabilidade de desenvolver novas funções personalizadas, visto que a plataforma não é do cliente.

White Label

O White Label é uma solução que permite que você tenha uma plataforma de Streaming completa com a sua própria marca utilizando a tecnologia personalizável de uma empresa especializada. Entre as demais, essa é uma das opções mais viáveis, pois oferece a oportunidade de criar uma identidade única para o seu serviço, o que pode ser um diferencial competitivo.

Para implementar o White Label, você precisará encontrar um fornecedor de soluções de Streaming que ofereça essa opção. Existem várias empresas que oferecem esse serviço, e é importante comparar as opções disponíveis para encontrar a que melhor atende às suas necessidades.

Um exemplo dessa abordagem é o Play Prime, solução modular da UDS Tecnologia. Com ele, é possível ter todos os benefícios citados, além de:

  • Ter o lançamento de um serviço de streaming 80% mais rápido.
  • Plataforma 100% personalizada: é possível customizar as funções da plataforma para deixar exatamente como seu negócio precisa.
  • A propriedade da plataforma é da empresa, sem ‘alugar’ a tecnologia.
  • Absolutamente qualquer integração: se código e infraestrutura são do cliente, não há limites para expansão da plataforma.

>>> Quero lançar meu serviço de streaming com o Play Prime UDS!

Desenvolvimento do zero

A Terceirização de Desenvolvimento é outra abordagem que pode ser útil para criar um Streaming para o seu negócio. Essa abordagem permite que você conte com especialistas externos para criar e aprimorar a infraestrutura. Ela é ideal para casos específicos e extremamente personalizados, visto que o cliente possa ter uma necessidade que não se adapte a nenhuma das opções anteriores. 

Ela também oferece uma série de benefícios, incluindo:

  1. Aceleração do processo de desenvolvimento;
  2. Acesso a conhecimentos especializados;
  3. Uso de tecnologias avançadas;
  4. Maior segurança e confiabilidade.

Ao terceirizar o desenvolvimento, você pode se concentrar na estratégia de conteúdo e experiência do usuário, enquanto os aspectos técnicos são gerenciados de maneira eficiente por profissionais qualificados.

Vamos conferir um exemplo prático?

Case Primo Rico: como a UDS criou uma das maiores plataformas de educação financeira

primo rico, cases UDS Tecnologia

A Finclass, plataforma de educação financeira desenvolvida pela UDS para o Grupo Primo Rico, é um exemplo de Streaming que alcançou sucesso notável. O projeto ambicioso visava fornecer educação financeira de alta qualidade por meio de um aplicativo móvel com arquitetura escalável. A plataforma precisava incluir uma robusta estrutura de Streaming em 4K, garantindo qualidade cinematográfica e segurança contra vazamento não autorizado de conteúdo.

A UDS desenvolveu a arquitetura e infraestrutura da plataforma baseada em serviços da Amazon Web Services (AWS), utilizando serviços como S3, CloudFront, Lambda, MediaConvert, Media Package e Web Application Firewall. 

A plataforma bateu recordes, tornando-se a 2ª mais baixada na categoria educação nas primeiras 24 horas, com mais de 6 mil acessos simultâneos. 

O lançamento bem-sucedido reforçou a missão da Finclass de transformar a educação financeira no Brasil, combinando profissionais renomados, tecnologia avançada e uma experiência cinematográfica para democratizar o conhecimento sobre investimentos. 

>>> Confira o case completo na nossa página. 

E agora, quer saber como a UDS te ajuda a criar uma plataforma de Streaming personalizada? Conheça mais sobre o Desenvolvimento de Software da UDS e dê o próximo passo. 

Quero falar com a UDS para formulário contato geral do site ->

Tainá Aquino

Jornalista, especialista em copywriting e estrategista de conteúdos de tecnologia na UDS.

Materiais Ricos

Mais lidos

1

Desenvolvimento de Software

Quanto custa um software sob medida?

2

Todos

Vision Pro: o que é e como funciona o óculos da Apple?

3

Desenvolvimento de Apps

Linguagens utilizadas no desenvolvimento de apps Android e iOS

Posts Relacionados

Inscreva-se no nosso blog

Receba em primeira mão os conteúdos mais quentes da área de Tecnologia.