O desenvolvimento de aplicações Web é um processo de criação de uma plataforma ou aplicativo específico de Internet que utiliza um modelo de programação cliente/servidor.

Os usuários acessam um aplicativo web por meio de um browser, geralmente com um mecanismo de login, e os utilizam para realizar uma ampla gama de tarefas – como gerenciamento de clientes, contabilidade, compras, etc. – ou para resolver um determinado problema.

Em geral, o processo de criação de um aplicativo da Web consiste nas seguintes etapas: análise da ideia, qual o problema que o produto resolve, criação de planilhas ou sketches de design, escolha de uma tecnologia, desenvolvimento, teste e implantação.

As etapas descritas a seguir dão uma visão geral e útil do desenvolvimento de aplicativos da Web, um processo que traz mais controle sobre os projetos e fornece feedback aos desenvolvedores ao longo do caminho, levando aos melhores produtos finais possíveis.


O processo de desenvolvimento de aplicações web na prática

A criação de um aplicativo da Web é um processo altamente organizado e abrangente em que o objetivo principal é desenvolver um produto que atenda às necessidades de empresas e negócios. Na maioria dos casos, consiste em várias etapas. Durante cada etapa, uma equipe dedicada deve cuidar de diferentes aspectos, como design de produto e, o mais importante, escrever um código eficiente.

Mas antes que os desenvolvedores comecem a escrever a primeira linha de código, o planejamento adequado é fundamental para alcançar o sucesso no desenvolvimento de um aplicativo da Web; por isso, é importante seguir um processo estruturado de desenvolvimento.


Aqui estão as 8 etapas principais no desenvolvimento de aplicativos da Web.

Ciclo de desenvolvimento de aplicações web
O ciclo de desenvolvimento de aplicações web

Etapa 1 – Analisar e planejar

A primeira etapa é definir o problema que você deseja resolver com um aplicativo da web e, em seguida, reunir informações relevantes sobre ele. Um problema bem definido fornecerá um bom direcionamento para o projeto e apoiará a melhor solução estratégica. Esta etapa inclui o esclarecimento da finalidade e das metas finais do aplicativo.

Os desenvolvedores vão identificar e pesquisar o público-alvo que usará o aplicativo, o que pode incluir funcionários ou clientes. Se o público-alvo for de funcionários, os desenvolvedores podem solicitar sua ajuda na fase de planejamento. Eles também podem conduzir uma análise da concorrência para encontrar aplicativos existentes que atraiam o mesmo público, para garantir que o seu se destaque.

Durante o planejamento, os desenvolvedores tentam responder às seguintes perguntas:

  • O que o aplicativo precisa fazer para resolver o problema definido?
  • Quais recursos e funcionalidades ele terá?
  • Que recursos serão necessários para construí-lo?
  • Como o produto resolve os problemas do público-alvo?
  • Quem são os usuários-alvo e o que eles precisam?
  • Como posso atender adequadamente às necessidades deles com meu novo produto?

Compreender as necessidades é a chave para a próxima etapa do processo de desenvolvimento do software. Nesta parte, a equipe dedicada elabora de forma abrangente um plano de ação, levando em consideração o tempo necessário para implementar o projeto e atingir os objetivos mais importantes.

As entregas das funcionalidades ocorrem em sprints, pois o processo é baseado na metodologia Scrum, dividindo o trabalho em partes menores com entregas em intervalos regulares. Na etapa de planejamento, são definidas as dailys, as sprints e as retrospectivas após as revisões de cada sprint. Essas reuniões são para compartilhar feedback e trabalhar constantemente para aumentar a eficácia do projeto.

Etapa 2 – Criando o protótipo da sua aplicação Web

A prototipagem envolve a construção de um aplicativo incompleto, mas funcional, para entender melhor como será o seu produto final. No desenvolvimento de software, um protótipo é semelhante a um produto mínimo viável (MVP).

Etapa 3 – Construindo o aplicativo da Web

Assim que o design estiver pronto, é hora de construir o aplicativo. Esta fase inclui vários passos:

  • Crie um banco de dados. Os desenvolvedores determinam quais tipos de dados são necessários para que o aplicativo funcione bem e criam um banco de dados para o seu armazenamento.
  • Desenvolvimento de front-end. Os desenvolvedores criam o front-end do aplicativo com base nos elementos que os usuários aprovaram durante o processo de wireframing.
  • Desenvolvimento de back-end. Os desenvolvedores criam interação entre o usuário e o servidor.
  • Os desenvolvedores podem codificar do zero ou usar estruturas de front-end e back-end para construir o aplicativo da web, conforme a melhor abordagem.

Etapa 4 – Design de produto

Agora é o momento de determinar qual “a cara do produto”, ou seja, o formato que ele deve ter para satisfazer seus usuários. Nesta etapa, é preciso considerar cuidadosamente o lado visual do produto e seu design UI/UX.

UX (User Experience) se refere à intuitividade da navegação e à forma como o aplicativo funciona. A IU (Interface do Usuário) se concentra principalmente no design visual. UX e UI bem projetados são uma grande parte do sucesso de um produto de TI: navegação intuitiva e um design amigável atraem clientes e influenciam opiniões positivas sobre o produto.

Etapa 5 – Desenvolvimento do aplicativo

Esta fase é onde o processo de desenvolvimento de aplicativos da web e os desenvolvedores começam de fato a escrever o código. O processo é executado por um gerente de projeto dedicado que garante uma cooperação tranquila entre a equipe de desenvolvimento e o cliente.

Etapa 6 – Lançamento do aplicativo: validação e deployment

Chegou a hora de lançar o produto. A partir daí, é possível coletar os primeiros comentários dos usuários. A partir desse feedback, o trabalho pode ser ajustado para atender às suas necessidades propostas e fornecer suporte adicional no desenvolvimento do seu produto.

Etapa 7 – Teste, manutenção e desenvolvimento contínuo de aplicações web

É a fase de pós-desenvolvimento. Depois de lançado, o aplicativo deve ser testado e monitorado com o objetivo de rastrear e detectar quaisquer erros o mais rápido possível. Para que o produto funcione corretamente, seu comportamento precisa ser estável e de fácil uso.

A equipe de Quality Assurance (QA) testará a funcionalidade, usabilidade, compatibilidade, segurança e desempenho com testes rigorosos projetados para eliminar bugs e garantir que o aplicativo funcione sem problemas e sem falhas. Os testes também podem identificar possíveis melhorias e atualizações a serem feitas no futuro.


Quais são as vantagens das Aplicações Web?

  • Economia e eficiência: Os aplicativos da Web são uma opção eficiente para impulsionar a experiência de usuários/consumidores que valorizam o envolvimento durante a navegação. As empresas podem fornecer interatividade aos usuários sem ter que usar o tempo e os recursos necessários para construir um aplicativo móvel.
  • Multiplataforma: Os usuários podem acessar aplicativos da Web de qualquer dispositivo – tablets, smartphones, notebooks, etc., independente do sistema operacional.
  • Conveniência: Não precisam ser baixados e instalados nos dispositivos. Ou, no caso de PWAs, o download e a instalação não serão o equivalente a um aplicativo que ocupa espaço na memória.

Tipos de Aplicações da Web

Existem vários tipos de aplicações Web, tanto do lado do cliente quanto do lado do servidor e ainda os aplicativos Single Page (SPA), que têm ambos simultaneamente e funcionam sem nenhuma recarga do navegador.

Client-side Web Apps

São aqueles dominantes no desenvolvimento de front-end, o que significa que a interface do usuário (IU) é o seu foco. Eles tendem a priorizar a experiência do usuário e oferecer altos níveis de desempenho.

Como a renderização ocorre somente do lado do cliente, há pouco ou nenhum tempo de armazenamento em buffer para carregar. Isso acelera as interações com o conteúdo, tornando a página bastante responsiva.

Server-Side Web Apps

São um sinônimo de desenvolvimento de back-end, pois são compostos pela construção de bancos de dados, servidores, interfaces de programação de aplicativos (APIs) e quaisquer outros processos de segundo plano que ocorram em um aplicativo.

A renderização do lado do servidor (SSR) funciona bem com conteúdo estático, pois pode levar algum tempo para o navegador da web enviar uma solicitação ao servidor e aguardar a resposta. São normalmente mais seguros e oferecem mais compatibilidade com navegadores do que os aplicativos do tipo Web client.

PWAs (Progressive Web Apps)

São, por sua vez, um tipo específico bastante utilizado no mundo digital, pois combinam recursos nativos e híbridos e são iniciados a partir do dispositivo de um usuário sem a necessidade de abrir antes um navegador; eles também podem enviar notificações push diretamente para dispositivos móveis e trabalhar offline, além de ter altíssima responsividade e carregar em instantes de segundos. Exemplos famosos de PWAs são a Google Play e a Microsoft Store.

IoT Web Applications

São uma tendência de aplicativos da Web que não pode deixar de ser mencionada. Com o constante avanço do mundo digital, é cada vez maior o número de dispositivos interconectados pela Internet, como Google Home, Alexa e Uber.

Ou seja, a integração entre aplicações da Web e tecnologias afetará significativamente o processo de desenvolvimento de diferentes aplicativos, pois não são apenas interações digitais, mas também controlam coisas no mundo físico e tangível, com capacidade de ligar aparelhos, executar processos em fábricas e até mesmo dirigir carros.

Por fim, vale ressaltar que o processo de desenvolvimento de aplicações da Web é uma atividade abrangente e bem planejada, que cobre todo o ciclo de vida do produto. O processo pode ser um pouco diferente caso a caso, dependendo do sistema de trabalho e do seu parceiro tecnológico. Mas o núcleo básico segue o modelo aqui descrito.


Procurando uma empresa especialista em desenvolvimento de aplicativos da Web ou apps nativos? Conheça os cases de sucesso da UDS e marque uma consulta com nossos especialistas. Conte também as vantagens de nosso serviço de Body Shop e Hunting de TI, com profissionais de TI específicos para desenvolver o seu projeto.

Leave A Reply