O processo de QA (garantia de qualidade) é indispensável nos times de desenvolvimento para a criação de softwares confiáveis e seguros, garantindo que cumpram os padrões, as metas e expectativas das empresas e, sobretudo, que atendam aos propósitos do cliente.

Se você não faz ideia de como funciona o processo de desenvolvimento de software, provavelmente está se perguntando o que é o QA, o que isso envolve exatamente e as maneiras certas e erradas de fazê-lo.

Aqui você encontra um passo a passo para resolver estas e outras dúvidas e saber o quanto os processos de QA são fundamentais para sua empresa.

Aplicar testes de qualidade de software rigorosos reduz a incidência recorrente de problemas no desenvolvimento que podem trazer enormes prejuízos aos negócios.

Imagine, por exemplo, perder um cliente ou ter a reputação de sua empresa manchada por um aplicativo de má qualidade – os prejuízos que isso acarreta podem ser irreparáveis. O QA ajuda a prevenir esses resultados negativos.

Segundo estatísticas da Compuware, 44% dos usuários deletam imediatamente um aplicativo que não causou a primeira boa impressão ou não realizou a ação desejada; apenas 16% dos usuários fazem uma nova tentativa.

Segundo o Think With Google, 52% das pessoas engajam menos com marcas e empresas que oferecem uma experiência mobile ruim.


Mas afinal, o que é o QA?

De forma prática, o Quality Assurance, ou garantia de qualidade, é um processo que faz parte do desenvolvimento de software para garantir que o produto entregue respeite as funcionalidades pretendidas pelo cliente. Isso evita que o usuário receba um item com problemas ou erros em sua execução.

É importante não confundir o QA com o Quality Control (QC), que consiste em um conjunto de técnicas e ações para monitoria, identificação e eliminação de um possível problema. Ou seja, o QC tem um foco nos resultados e deve avaliar se eles estão de acordo com o esperado.


Por que o QA é importante para sua empresa?

Ninguém gosta de perder tempo e os clientes têm urgência para resolver seus problemas. Ou seja, quanto mais um produto ou serviço demora para mostrar resultados, mais há chance de ser substituído por outro da concorrência. A exigência do cliente hoje não é a mesma que a de 2 anos atrás. Por isso, a primeira chance de satisfazer as expectativas do cliente pode ser também a única.

Mas muitas empresas ainda acreditam, erroneamente, que o processo de QA demanda custos desnecessários para a empresa. Essa postura bate de frente com as principais tendências de boas práticas de TI.

Segundo o World Quality Report 2020-2021, a importância dos testes QA para o crescimento dos negócios e resultados aumentou de 68% para 74% nos últimos três anos e deve seguir como uma das prioridades mais importantes nos negócios pós-pandemia. Já os orçamentos alocados para o QA devem crescer 13%, contemplando ainda requisitos como segurança, UX design e satisfação do cliente.

Porém, é preciso prestar atenção em um aspecto: hoje, o QA manual custa mais tempo e dinheiro em relação ao método digital, além de não ser tão preciso e sobrecarregar a equipe de TI. A adoção de tecnologias emergentes como nuvem, Inteligência Artificial, Machine Learning e automação reduzem os custos e tornam todo o processo de testes de QA mais ágil e eficiente.


O que a empresa precisa para começar a ter processos de QA?

Para garantir a qualidade de seus serviços, existem alguns passos iniciais importantes que devem ser tomados:

  • Gerenciar os fornecedores.
  • Selecionar profissionais especializados em qualidade de software.
  • Treinar os colaboradores de TI em QA.

Vale dizer que a escolha de especialistas em Quality Assurance pode não ser fácil, pois no Brasil esse é um segmento ainda recente no mercado. Mas, como critério de escolha, fique atento às responsabilidades básicas desse profissional:

  • Analisar riscos para descobrir os problemas que podem ocorrer – onde, quando e o quanto eles afetam o software;
  • Colaborar com os desenvolvedores da TI para montar a estratégia geral de testes de equipe;
  • Analisar os critérios de sucesso para uma excelente user story;
  • Testar as user stories para garantir que elas atendam ao critério de aceitação do produto;
  • Criar e fazer a manutenção de dados dos testes para ajudar no processo de desenvolvimento do projeto;
  • Realizar testes exploratórios, testes de regressão, testes de requisitos de funcionalidade cruzada, testes de manutenção e refatoração, testes de requisitos de funcionalidade cruzada;
  • Comunicar de forma clara os riscos e defeitos;
  • Aplicar práticas DevOps.

Os profissionais de QA também precisam estar cientes da responsabilidade que a sua função requer e que garantir a qualidade do produto final é o seu papel mais importante. Para isso, também é fundamental que toda a equipe de produção possa avaliar o produto, contribuindo para assegurar a qualidade da entrega.


Benefícios do QA para a sua empresa

  • Melhora a experiência do cliente. Ao longo da programação do software, às vezes os desenvolvedores deixam de notar alguns problemas de funcionamento e de interface. O QA passa a limpo tudo o que foi construído, garantindo que o software esteja funcionando e que seja a melhor experiência possível ao usuário.
  • Reduz custos ao eliminar a necessidade de retrabalho no desenvolvimento. Assim, a equipe fica liberada para trabalhar em um novo projeto, em vez de perder tempo corrigindo os problemas encontrados.
  • Otimiza melhorias durante o processo de construção do produto, antecipa problemas e soluciona possíveis bugs ainda na fase de homologação.
  • Garante softwares de qualidade, o que evita prejuízos de toda ordem (financeiros, de reputação ou judiciais, por exemplo). Em resumo, mantém o cliente fiel e satisfeito.

Uma dica final é evitar que o QA seja responsabilidade de apenas uma pessoa. O ideal é trabalhar em estreita colaboração com os desenvolvedores de software e o gerente de projeto. O ideal é que toda a equipe entenda as estratégias e metas do ciclo de desenvolvimento do software – afinal, a qualidade é, em última análise, preocupação e responsabilidade de todos os envolvidos no projeto.


É possível terceirizar o QA?

A alocação ou terceirização de profissionais de TI, também conhecida como Body Shop e Outsourcing, é uma importante iniciativa para reduzir gastos e aumentar a capacidade operacional. É por isso que contratar times externos de especialistas de TI é uma tendência forte nos negócios, mesmo que sua empresa já tenha uma equipe de QA. Talvez um projeto exija um conjunto específico de habilidades ou você apenas precise de suporte adicional para avaliar o volume de produtos no pipeline.

O Outsourcing dos testes de garantia de qualidade tem vários benefícios, como economia de custos, eficiência e mais agilidade nos projetos, incluindo também metodologia, documentação e padronização no desenvolvimento de software, com soluções entregues em poucas semanas.

Contratar uma equipe externa também ajudará o time in-house a obter resultados mais sólidos e ganhar velocidade na conclusão do projeto, melhorando a produtividade como um todo.


O perfil do profissional de Quality Assurance

Até pouco tempo atrás, os testes de software eram realizados apenas de forma manual. Nesse contexto, a equipe de qualidade ficava separada do restante do time envolvido no projeto. Além disso, o profissional de QA praticamente não conhecia o negócio. Como essa era uma área recente, também havia pouco investimento em especialistas.

Mas o ambiente de desenvolvimento de software mudou diante do surgimento de ferramentas, linguagens, métodos e negócios cada vez mais complexos. Hoje, a excelência de qualidade dos produtos e da experiência do usuário é um requisito mandatório em qualquer setor; para alcançar melhores resultados, os testes se tornaram automatizados e cada vez mais guiados por Inteligência Artificial e outras tecnologias emergentes.

Mais do que conhecer tecnologias e dominar as técnicas de desenvolvimento, o perfil do profissional de QA requer diversas habilidades de programação, saber se comunicar de forma empática com a sua equipe e ter excelente capacidade de análise do produto; ou seja, entender do mercado consumidor e ter uma visão sistêmica do negócio é fundamental.

Os métodos ágeis também deram velocidade e nas melhorias contínuas no ciclo de vida e de desenvolvimento de produtos. Dito de outra forma, se antes o QA era uma atividade isolada e um trabalho com início, meio e fim, agora o profissional de qualidade é parte do processo de desenvolvimento, atuando em ciclos curtos de entregas, em uma dinâmica de constante aprimoramento do produto.


QA: Mais do que apenas busca de bugs

A cultura de testes nunca foi tão importante para empresas quanto no mundo pós-pandemia. Diante de tantas mudanças e incertezas em nível global, é cada vez maior a exigência de antecipar riscos e reagir às transformações para manter a competitividade dos negócios.

Neste cenário imprevisível, é crucial manter a excelência de qualidade continuamente. O Quality Assurance torna os produtos digitais ainda melhores, ajudando as empresas a atenderem as expectativas do mercado e de seus clientes.


Buscando especialistas de testes de Quality Assurance? A UDS conta com profissionais aderentes à cultura da sua empresa e aos desafios do seu projeto de TI. Conheça nosso Outsourcing.

Leave A Reply