/Blog

Tecnologias mais usadas no desenvolvimento de software
Tecnologias mais usadas no desenvolvimento de software

As Tecnologias mais usadas no Desenvolvimento de Software

O desenvolvimento de produtos digitais está entre as áreas mais dinâmicas e em transformação da atualidade. Para atender ao nível de complexidade técnica e exigência dos usuários, as tecnologias usadas para construção de aplicativos, sistemas e plataformas precisam evoluir constantemente.

Por isso, este artigo explora algumas das tecnologias mais influentes e amplamente adotadas no cenário atual, abrangendo desde linguagens de programação até frameworks e plataformas. Essas tecnologias estão moldando o futuro do Desenvolvimento de Software, tornando-o mais rápido, eficiente e acessível.

Quer saber mais sobre elas? Continue sua leitura!

Conheça as 10 tecnologias mais influentes no Desenvolvimento de Software

1. JavaScript

JavaScript é uma linguagem de programação de alto nível, interpretada e orientada a objetos. Ela é mais conhecida por ser a principal linguagem de script para páginas web, permitindo a criação de conteúdo interativos em sites, o que também a torna uma das tecnologias mais usadas no Desenvolvimento de Software. Aqui estão algumas características-chave da JavaScript:

  • Integração com HTML/CSS: o JavaScript permite a interação direta com elementos HTML e a estilização através do CSS, proporcionando uma experiência mais rica e interativa para o usuário.
  • Assincronicidade: com recursos como Promises e async/await, o JavaScript suporta operações assíncronas de forma eficiente, possibilitando a execução de múltiplas tarefas sem bloquear a thread principal, o que melhora a performance e responsividade das aplicações web.
  • Cross-platform: além de ser a principal linguagem para desenvolvimento front-end, o JavaScript também é amplamente utilizado no desenvolvimento back-end (Node.js) e para criação de aplicativos móveis híbridos, garantindo uma presença consistente em diversas plataformas.
  • Extensibilidade: por meio de bibliotecas e frameworks, o JavaScript permite estender suas funcionalidades e simplificar tarefas complexas, como manipulação do DOM, gerenciamento de estados e chamadas de API, acelerando o processo de desenvolvimento e melhorando a manutenibilidade do código.

2. Node.Js

Node.js é mais do que apenas um ambiente de execução JavaScript; é uma plataforma robusta projetada para lidar com aplicações escaláveis e de alto desempenho. Ele opera com um modelo de thread única, gerenciando múltiplas solicitações simultaneamente sem bloqueio, graças à sua arquitetura assíncrona.

Características principais:

  • Arquitetura assíncrona e eficiência: utiliza um modelo de E/S não bloqueante, permitindo que o servidor processe várias solicitações simultaneamente sem esperar por respostas. Isso resulta em tempos de resposta mais rápidos e menor uso de recursos, tornando-o ideal para aplicações web que requerem alta concorrência.
  • Multiplataforma e flexibilidade: com suporte multiplataforma, o Node.js é adequado para desenvolver uma variedade de aplicações, desde aplicativos desktop e móveis até soluções SaaS. Além disso, sua capacidade de programação em diferentes paradigmas, como orientado a objetos, funcional e imperativo, oferece flexibilidade aos desenvolvedores.
  • Open Source: é uma plataforma de código aberto, permitindo que desenvolvedores personalizem e contribuam para seu desenvolvimento. Com uma comunidade ativa e fóruns de suporte, os usuários podem aprender, colaborar e resolver problemas comuns colaborativamente.
  • Escalabilidade e desempenho: projetado para aplicações web escaláveis, o Node.js oferece um desempenho rápido e eficiente. Sua arquitetura permite escalabilidade horizontal, facilitando o gerenciamento de recursos e acomodando crescimento exponencial de usuários.

3. .NET

O .NET, desenvolvido pela Microsoft, é um framework poderoso e versátil para criar uma variedade de aplicações. Seja para desenvolvimento web, mobile ou desktop, o .NET oferece um ambiente robusto, que suporta múltiplas linguagens como C#, VB.NET e F#.

São suas características:

  • Segurança integrada: oferece recursos integrados de segurança, como autenticação, autorização e criptografia, tornando mais fácil para os desenvolvedores implementarem práticas robustas de segurança em suas aplicações, protegendo contra vulnerabilidades e ataques maliciosos.
  • Desenvolvimento ágil: com o Visual Studio, uma poderosa IDE (Integrated Development Environment), e ferramentas de desenvolvimento como o Entity Framework, ASP.NET Core e Xamarin, o .NET acelera o processo de desenvolvimento, proporcionando ferramentas eficientes para design, depuração e implantação de aplicações em diferentes plataformas.
  • Escalabilidade e performance: é otimizado para oferecer alta performance e escalabilidade, com recursos como just-in-time compilation, cache de dados e suporte a multi-threading, garantindo que as aplicações desenvolvidas com o framework possam lidar com um grande volume de usuários e operações simultâneas de forma eficiente.

4. SQL

O SQL (Structured Query Language) é a linguagem padrão para gerenciar e manipular bancos de dados relacionais. Usado em sistemas como MS SQL Server, MySQL e MS Access, o SQL oferece ferramentas poderosas para armazenar, recuperar e otimizar dados.

Confira suas características:

  • Desempenho otimizado: é projetado para oferecer um desempenho rápido e eficiente, com otimizações de consultas, índices e estruturas de dados, garantindo que as operações de consulta sejam executadas de forma eficaz, mesmo em grandes conjuntos de dados.
  • Escalabilidade: possui capacidade de escalar vertical e horizontalmente, permitindo que as empresas gerenciem crescentes volumes de dados sem comprometer o desempenho ou a disponibilidade das aplicações.
  • Confiabilidade e recuperação de dados: oferece recursos robustos de backup, recuperação e replicação de dados, garantindo a disponibilidade contínua das informações e minimizando o risco de perda de dados em caso de falhas ou desastres.
  • Integração com outras tecnologias: pode ser facilmente integrado com outras tecnologias e plataformas, permitindo a criação de soluções de BI (Business Intelligence), integrações com aplicações de terceiros e implementação de sistemas de análise avançada, como machine learning e IA (Inteligência Artificial).
  • Padronização: como uma linguagem padrão para o gerenciamento de banco de dados relacional, o SQL oferece uma abordagem padronizada e amplamente reconhecida para o design, implementação e manutenção de sistemas de banco de dados, facilitando a colaboração entre equipes de desenvolvimento e administração de dados.

5. React

Originário do Facebook, esta biblioteca JavaScript revolucionou a forma como os desenvolvedores criam interfaces de usuário, tornando-as mais eficientes e dinâmicas.

Um dos principais conceitos por trás do React é a ideia de componentização. Em vez de criar interfaces de usuário como um todo monolítico, o React permite que os desenvolvedores quebrem a UI em componentes menores e reutilizáveis. Essa abordagem modular facilita a manutenção do código, melhora a reutilização e proporciona uma melhor organização do projeto.

  • Facilidade de uso: com a combinação de HTML e JavaScript através do JSX, o React simplifica o processo de desenvolvimento, permitindo que os desenvolvedores se concentrem na lógica da aplicação.
  • Desempenho aprimorado: Graças ao Virtual DOM, o React oferece uma performance superior, garantindo atualizações rápidas e eficientes da interface do usuário.
  • SEO amigável: com ferramentas como Next.js e Gatsby, facilita a otimização para mecanismos de busca, melhorando o ranking e a visibilidade dos sites.
  • Componentização e reutilização: a abordagem baseada em componentes do React promove a reutilização de código, reduzindo a duplicação e melhorando a manutenibilidade do projeto.

6. Kotlin

O Kotlin, uma linguagem de programação orientada a objetos, tem ganhado destaque nos últimos anos, especialmente após o anúncio da Google em 2017, quando a incorporou como uma linguagem principal para desenvolvimento Android. Mesmo sendo relativamente nova para muitos, ela oferece uma série de características que a tornam atraente e eficaz em diversas aplicações.

Principais características do Kotlin:

  • Compatibilidade e plataformas: compatível com a JVM e otimizado para Android, sendo utilizado em desenvolvimento web, sistemas de servidor e desktop.
  • Sintaxe simplificada: apresenta uma sintaxe concisa que elimina o código boilerplate, com inferência de tipo automática para redução da quantidade de código.
  • Programação funcional: incorpora recursos avançados como funções de alta ordem, expressões lambda e extensões de função, favorecendo o desenvolvimento assíncrono e concorrente.
  • Desenvolvimento Android: conhecido pela sintaxe concisa e interoperabilidade com Java, tornando-se uma escolha preferencial para desenvolvimento Android na máquina virtual Android.
  • Funções e orientação a objetos: apresenta uma abordagem funcional robusta, permitindo funções como parâmetros e variáveis, com uma sintaxe poderosa que combina programação funcional e orientada a objetos.
  • Tipagem e variáveis: possui tipagem estática, evitando inconvenientes de linguagens com tipagem dinâmica, e simplificações na declaração de variáveis, eliminando a necessidade de ponto e vírgula.

7. Rust

Rust é uma linguagem de programação multiparadigma que foi projetada para ajudar os desenvolvedores a criar aplicações mais seguras e rápidas. Isso significa que ela suporta diversos paradigmas de programação, incluindo imperativo, funcional e orientado a objetos. 

A capacidade de combinar esses paradigmas permite que Rust ofereça soluções eficientes para uma ampla gama de problemas, desde aplicações de baixo nível até desenvolvimento web avançado.

São suas características:

  • Gerenciamento de memória eficiente: destaca-se pela eficiência no gerenciamento de memória, eliminando a necessidade de runtime ou garbage collector, resultando em aplicações mais rápidas e seguras.
  • Concorrência e integração: oferece robustez em concorrência e integração fluida com outras linguagens, proporcionando flexibilidade para combinar tecnologias em projetos diversos.
  • Compilador amigável e rápido desenvolvimento: reconhecido pelo compilador com mensagens de erro claras, facilitando a depuração. Sua eficácia em aplicações de baixo nível assegura um desempenho otimizado.
  • Multiplataforma e alta confiabilidade: é uma linguagem multiplataforma, ideal para sistemas operacionais diversos, e sua confiabilidade e documentação robusta fazem dela uma escolha para projetos críticos e extensos.
  • Aplicações e casos de uso: grandes nomes como Mozilla, Dropbox e Cloudflare adotam Rust devido à sua eficiência. Amplamente usado em desenvolvimento web e com capacidade de compilação para WebAssembly, é ideal para tarefas complexas e serviços de rede.

8. Python

Python é uma linguagem de programação de uso geral, o que significa que ela não é especializada em nenhum problema específico, mas sim adequada para uma variedade de aplicações. Sua popularidade deve-se em maioria à sua versatilidade e facilidade de uso, tornando-a acessível tanto para desenvolvedores experientes quanto para iniciantes.

  • Interpretação e velocidade de desenvolvimento: uma das características distintas do Python é ser uma linguagem interpretada. Isso significa que o código não precisa ser compilado; em vez disso, ele é executado por meio de máquinas virtuais, acelerando significativamente o processo de desenvolvimento.
  • Sintaxe simples e acessível: a sintaxe do Python é conhecida por sua simplicidade e semelhança com a linguagem humana, tornando-a fácil de aprender e entender. Essa abordagem de alto nível facilita o desenvolvimento e a manutenção de código.
  • Semântica dinâmica: uma das vantagens do Python é sua semântica dinâmica, o que significa que os tipos de dados são reconhecidos automaticamente, eliminando a necessidade de declarações prévias. Isso torna o código mais flexível e adaptável a diferentes situações.

9. C#

O C# é uma linguagem de programação moderna, orientada a objetos e fortemente tipada, que se tornou uma escolha popular entre os desenvolvedores devido à sua robustez e versatilidade. 

Originado da família de linguagens C, o C# foi projetado para ser seguro, eficiente e altamente escalável. Ele se integra perfeitamente ao ambiente .NET, oferecendo um conjunto abrangente de recursos para desenvolver aplicações de todos os tipos. Sua sintaxe familiar atrai programadores de outras linguagens como C, C++, Java e JavaScript, facilitando a transição e a adoção.

Principais características:

  • Orientação a objetos e modularidade: C# destaca-se como uma linguagem orientada a objetos, promovendo encapsulamento, herança e polimorfismo. Isso resulta em código modular, reutilizável e de fácil manutenção, ideal para aplicações complexas e expansíveis.
  • Performance e segurança: com uma tipagem forte e coleta de lixo automática, garante desempenho otimizado e robustez. Inclui também recursos avançados de segurança, como tratamento de exceções e verificação de tipos, reforçando a integridade do código.
  • Integração e ecossistema .NET: a linguagem integra-se perfeitamente com bancos de dados via ADO.NET e aproveita o vasto ecossistema da plataforma, facilitando a interoperabilidade e acelerando o desenvolvimento com bibliotecas e frameworks.
  • Escalabilidade e concorrência: equipado com ferramentas para programação assíncrona e paralela, é otimizado para aplicações de alto desempenho e escaláveis, permitindo a utilização eficiente dos recursos do hardware e a criação de sistemas distribuídos.
  • Desenvolvimento Web e cross-platform: sua sintaxe clara e organização orientada a objetos tornam o desenvolvimento web produtivo. Além disso, com suporte para cross-platform, C# possibilita que aplicações sejam executadas em diversos sistemas operacionais, ampliando seu alcance e flexibilidade.

10. Flutter

Lançado em 2017 pelo Google, o Flutter é um framework que utiliza a linguagem de programação Dart para facilitar o desenvolvimento de aplicações para web, mobile e desktop. Empresas líderes como iFood, Nubank e BMW já adotaram o Flutter, destacando sua eficácia e versatilidade.

Principais características do Flutter:

  • Interface e curva de aprendizado: o Flutter se destaca por sua interface intuitiva e semelhança com JavaScript, facilitando a adoção por desenvolvedores. Isso resulta em uma curva de aprendizado mais suave para novatos na plataforma.
  • Desenvolvimento multiplataforma: com Flutter, é possível desenvolver aplicações multiplataforma, englobando web, mobile e desktop, usando uma única base de código. Isso promove eficiência e reduz os custos de desenvolvimento e manutenção.
  • Acesso a recursos nativos: oferecendo integração com recursos nativos, como câmera e GPS, o Flutter proporciona uma experiência de usuário enriquecedora. Sua capacidade de compilar código Dart para linguagens nativas garante desempenho otimizado e respostas rápidas.
  • Suporte e código aberto: o respaldo do Google assegura atualizações frequentes e suporte contínuo ao Flutter. Além disso, como projeto de código aberto, ele beneficia-se das contribuições da comunidade, fortalecendo sua confiabilidade e robustez.
  • Design personalizado e coerente: o Flutter facilita a criação de designs personalizados, mantendo a uniformidade visual em diversas plataformas. Isso é vital para garantir uma experiência de usuário harmoniosa e atraente em diferentes dispositivos e sistemas.

Quais os critérios de escolha da melhor tecnologia?

A seleção das tecnologias que serão usadas no desenvolvimento de um produto digital é crucial para o êxito de um projeto. Por isso, uma avaliação criteriosa se faz necessária, considerando requisitos funcionais e não funcionais do software.

Os requisitos como funcionalidades desejadas, escalabilidade, e demandas de desempenho e segurança, são alguns deles. Além disso, aspectos financeiros, como custo inicial e despesas de manutenção, podem influenciar a decisão. 

Uma equipe especializada, que possua o contexto do projeto, pode auxiliar na definição das tecnologias mais adequadas. Afinal, uma escolha equivocada pode gerar problemas incontornáveis que comprometam o sucesso e o futuro e do produto.

Precisa de ajuda nesta tarefa? Preencha o formulário abaixo para falar com um de nossos consultores!

Tainá Aquino

Jornalista, especialista em copywriting e estrategista de conteúdos de tecnologia na UDS.

Materiais Ricos

Mais lidos

1

Desenvolvimento de Apps

Como criar um aplicativo para o Apple Vision Pro

2

Desenvolvimento de Software

As 5 boas práticas de desenvolvimento de software

3

Desenvolvimento de Apps

Linguagens utilizadas no desenvolvimento de apps Android e iOS

Posts Relacionados

Inscreva-se no nosso blog

Receba em primeira mão os conteúdos mais quentes da área de Tecnologia.