O conteúdo é rei.

Digamos que, mesmo ainda sendo verdadeira, a frase ficou um pouco ultrapassada. Isso porque criar conteúdo é apenas o primeiro passo. Saber distribuí-lo e torná-lo acessível ao público com qualidade, escala e custos inteligentes é fundamental. Para isso, existem diversas soluções, sendo que o AWS CloudFront é uma das melhores.

Não por acaso, o serviço é utilizado por empresas como Nasa, Amazon Prime Video, Hulu, Discovery, Vivino, Web Motors, Slack e outras grandes.

O AWS CloudFront é um CDN (Content Delivery Network ou Rede de entrega de conteúdo), que faz parte do portfólio de soluções da Amazon Web Services (AWS). O serviço acelera a distribuição de conteúdo estático e dinâmico da web, como arquivos .jpg, .png, .html, .css, .js e outros, para os usuários.

Assim como em outras ferramentas de CDN, a velocidade da entrega do CloudFront é garantida por ela ser realizada com base na posição geográfica do usuário, através de data centers (edge locations – localizações de borda). Nesses locais, o conteúdo é armazenado em cache e atualizado periodicamente.

A partir disso, quando existir uma solicitação de determinado conteúdo pelo usuário, o material virá por meio da localização de borda mais próxima à pessoa e, assim, ela receberá o que buscou mais rapidamente. Isso sem precisar acessar o servidor de origem. Este fluxo é responsável por fazer com que o conteúdo chegue ao usuário com o melhor desempenho possível.

O CloudFront tem mais de 225 data centers (as edge locations) espalhados pelo mundo (inclusive, no Brasil) integrados por uma rede privada AWS. Isso garante a baixa latência e a velocidade da entrega dos vídeos, dados, imagens, músicas, apps e outros tipos de conteúdos digitais.


Vantagens do CloudFront

O CloudFront tem uma série de vantagens, que impactam diretamente na experiência do usuário. Afinal, por meio do serviço, a empresa garante velocidade e disponibilidade de seus conteúdos aos consumidores. Esses dois pontos trazem mais resultados positivos aos negócios que escolhem o CloudFront como o seu CDN.

Uma pesquisa do Kissmetrics apresenta isso na prática. O levantamento mostrou que 40% das pessoas desistem de acessar um site, se ele leva mais de três segundos para carregar. Ou seja, se a apresentação dele na tela do usuário não for rápida, o cliente vai procurar outra empresa.

Além disso, há a hipótese do conteúdo deixar de estar disponível, por conta de algum pico de acesso. Nessa segunda situação, o usuário final nem conseguirá ver o que estava procurando e, com isso, acabará em outro fornecedor.

Dentro disso, podemos resumir as vantagens da solução em quatro pontos principais:

  • Resiliência: por utilizar a ampla rede da Amazon, o CloudFront é altamente resiliente. Isso significa estabilidade, mesmo em momentos de alta demanda, como por exemplo a final de um campeonato, em uma plataforma de streaming esportivo; ou a black friday, em um site de e-commerce.
  • Segurança: o CloudFront é altamente seguro e conta com os principais selos de cibersegurança, como o PCI DSS. Isso só é possível porque há a integração com o AWS Shield Standard (outro serviço Amazon) e ações de criptografia de campo e suporte ao padrão HTTPS, que garantem proteção contra ataques de DDoS na camada de transporte e rede.

Assim, o usuário tem mais segurança e o serviço não fica vulnerável e nem sujeito à indisponibilidade.

  • Economia: o CDN Amazon é bastante econômico. Por permitir personalização aos clientes, a cobrança pelo CloudFront varia de acordo com a demanda de cada empresa. Ou seja, para responder “quanto custa o CloudFront?”, é necessário entender o quanto da solução cada negócio irá precisar.

Resumindo, aplicações com baixo fluxo de usuários terão valores mais em conta, enquanto sites com amplo volume de acessos pagarão um valor maior.

  • Integração com serviços AWS: por fazer parte do ecossistema AWS, o CloudFront se integra com os  demais serviços Amazon (Amazon S3, Amazon EC2, Elastic Load Balancing, Amazon Route 53 e outros). Além disso, a solução funciona normalmente com qualquer origem HTTP personalizada.

Dessa forma, quem usa CloudFront, se integra facilmente com a maior plataforma cloud do planeta.


Por que usar o Amazon CloudFront?

Com benefícios tão claros, o AWS CloudFront é realmente uma ótima opção para várias situações cotidianas dos negócios.

Mais velocidade na entrega de conteúdos

O site está lento? Isso pode deixar de ser um problema, pois esta é a principal utilização do CloudFront. Por adotar um cache multicamada e ter os múltiplos servidores ao redor do mundo, o serviço reduz o tempo de entrega de sites, sejam eles estáticos (imagens, JavaScript e etc) ou dinâmicos (vídeos, áudios, animações e outros).

Segurança de sites

Em um contexto, onde, cada vez mais, existem ataques cibernéticos, a segurança precisa ser prioridade. O AWS CloudFront traz mais segurança ao site da empresa, por meio de AWS Shield Standard, WAF, TLS 1.3 e criptografia no nível de campo.

Com os recursos do CloudFront, o ambiente fica mais protegido de possíveis ataques e evita possíveis indisponibilidades, o que ajuda a trazer mais desempenho aos usuários.

Streaming ao vivo e sob demanda

Com camadas de cache intermediárias, arquitetura Origin Shield e monitoramento em tempo real, o CloudFront é capaz de processar transmissões de vídeo, possibilitando alto desempenho, mesmo que ela receba acessos em larga escala.

A solução é tão completa para transmissões em vídeo que foi a escolhida pela NASA para fazer o primeiro stream ao vivo em 4K da estação espacial internacional. A participação dos astronautas no NAB 2017 ocorreu sem problemas, como pode ser visto no vídeo do evento.


A UDS é parceria AWS e tem experiência na utilização do CloudFront para garantir a disponibilidade com velocidade de conteúdos.

Um exemplo foi o projeto do Grupo Primo, braço educacional da empresa do influenciador de finanças Thiago Nigro (o “Primo Rico”). O empresário gostaria de levar para o mobile a FinClass, plataforma de educação financeira com uma série de cursos em 4K.

Além disso, a projeção era que, com um ano de lançamento, ela atingisse 1 milhão de assinantes. Portanto, havia a necessidade de uma ferramenta que facilitasse e acelerasse a distribuição dos conteúdos pelo app.

Utilizamos o AWS CloudFront para proporcionar essa entrega de qualidade aos usuários da FinClass. A opção está dando certo e o feedback dos assinantes é bastante positivo. Na App Store da Apple, o aplicativo tem 4,7 estrelas e, na Play Store da Google, tem 4,6 estrelas.

Quer entender como essa e outras soluções da Amazon podem impulsionar o seu negócio e, ao mesmo tempo, economizar dinheiro? Fale com um dos nossos especialistas.

Leave A Reply