Você sabe quais são as 7 principais tendências da Transformação Digital na Logística e como elas estão impactando toda a cadeia de envio de um produto? Antes dessa transformação no setor, seria impossível entregar um produto em 24 horas.

Imagine que você mora em outro país, sua mãe está fazendo aniversário e você quer fazer uma surpresa para ela, enviando um presente. Sem as inovações trazidas pela Transformação Digital na Logística você poderia no máximo fazer uma ligação telefônica ou enviar uma carta para sua mãe. Hoje, sem nem mesmo pensar, você vai em um site de e-commerce, clica no produto escolhido e a empresa se encarrega da entrega.

A logística parece simples: mover algo de A para B. Mas a ação de receber e entregar qualquer coisa envolve uma rede complexa de empresas e sistemas automatizados de gestão de estoques, aduanas e transportes.

Com a chegada da Covid-19 e o distanciamento físico entre as pessoas, aumentou a necessidade de abastecimento: alimentos, produtos médicos e hospitalares, todo tipo de produto precisa circular por portos, aeroportos, estradas, contêineres, armazéns e por aí vai.

Como é que tanta coisa transportada é gerenciada pela tecnologia?

Logística 4.0: a revolução da transformação digital

Quando foi criada, em 1969, ninguém sabia que a Deutsche Post DHL seria uma revolução no mundo da logística. Hoje, a DHL é a principal empresa de logística do mundo. São 400 mil funcionários em mais de 220 países que ajudam pessoas e empresas a atravessar fronteiras – ou simplesmente enviar um presente para quem você ama.

Os maiores desafios da logística hoje são: ser mais simples, mais ágil e mais segura. Até porque ninguém quer que a sua encomenda se perca por aí, não é mesmo?

É aí que entra a Transformação Digital: com tanta demanda de consumo online, foi preciso ampliar as inovações em pedidos e entregas com muito mais tecnologias.

Essas são as tendências da logística que vão ajudar todo mundo a ficar mais perto do que precisa:

1. IoB ou Internet of Behaviors: É uma rede é uma rede de objetos físicos interconectados – como smartwatches, gadgets de saúde – que coletam e trocam informações e dados pela internet. Essas informações sobre os comportamentos, interesses e preferências dos usuários são utilizadas pelas empresas para capturar tendências e influenciar o consumo.

Segundo o Gartner, mais da metade da população será impactada por algum programa de IoB até 2025.

2. Transporte autônomo: Essa tendência já cresce com força, permitindo que veículos sejam capazes de operar sem um motorista. Isso vai diminuir os custos dos produtos e tornar as entregas mais rápidas.

3. Já pensou se a pizza que você pediu chegar literalmente voando? A Entrega por drones é uma tendência que já foi colocada em prática pela Amazon e outras empresas, e também promete reduzir os custos de transporte e os prazos de entrega.

4. A Internet das Coisas tem ganhado cada vez mais espaço no setor logístico e já é chamada de “Logística Inteligente”, porque permite o monitoramento dos processos industriais em tempo real, além de facilitar o controle de cada etapa e simplificar a identificação dos status das mercadorias durante o transporte.

Um exemplo disso é o Vision Picking, um dispositivo de Realidade Aumentada com cara de óculos usado para organizar e rastrear encomendas nos depósitos da DHL.

5. A Logística Verde (ESG) também vem recebendo investimentos de grandes empresas da logística do mundo para reduzir o impacto da indústria no meio ambiente, cuidando da sustentabilidade desde o armazenamento até a distribuição e o transporte.

6. Vamos dar adeus ao dinheiro? O Blockchain e os contratos inteligentes são outra tendência importante, já que vivemos uma verdadeira pandemia de vazamento de dados e fraudes online. Essa tecnologia tem a capacidade de executar automaticamente o processo de pagamento quando um contrato é cumprido.

7. E a sétima tendência talvez seja a mais incrível. A Análise Preditiva para Entrega Antecipada é uma metodologia que já é utilizada pela Amazon: com base no histórico de compras e de pesquisas dos clientes, a compra é sugerida e facilitada, antecipando o comportamento do consumidor. A demanda é garantida (em listas de desejos, por exemplo), o produto é reservado e pode antecipar todo o processo logístico em apenas um clique.

A Transformação Digital na Logística veio para simplificar todas as etapas que envolvem entregas, com monitoramento em tempo real das atividades, do estoque ao caminho final para todos os pontos envolvidos do ponto A ao B: empresas, estoques, transportadoras e consumidores.

Imagine agora que você quer enviar um presente para a sua mãe, que está fazendo aniversário, e a loja consiga antecipar os seus desejos: será que o presente da sua mãe seria o mesmo?

A UDS é parceira da DHL em inovação em logística. Conheça todos os nossos cases.

Comentários desabilitados.