Está procurando uma forma de trazer mais produtividade e cooperação para a sua empresa? Então conheça a Organização Squad: desenvolvida pela equipe do Spotify em 2014 como um refinamento das metodologias ágeis e saiba como organizar squads.

Embora tenha surgido no mundo da tecnologia, as Squads podem ser organizados para melhorar os resultados de praticamente qualquer categoria de empresa.

Mas como organizar as Squads da sua empresa para obter bons resultados? Continue a leitura para saber mais.


O que é Squad?

A Organização Squad é um modelo de equipes multidisciplinares e autogeridas, formadas para completar uma demanda específica da empresa. O termo Squad significa “esquadrão” ou “pelotão”.

Esta multidisciplinaridade, na prática, significa que profissionais como Gerentes de Produto, Arquitetos, Designers, Desenvolvedores, QAs e Data Scientists e mesmo stakeholders poderão ser integrantes do mesmo time, sem barreiras.

A autonomia e a horizontalidade são características marcantes: não há hierarquia definida. Ainda que exista a figura do P.O (Product Owner) com uma função de gestão, este não está acima dos outros membros da equipe: é muito mais um facilitador e organizador do que um chefe tradicional.

Isto ocorre pois a squad que é dona das atividades, não o indivíduo, logo as metas e responsabilidades são coletivas e compartilhadas. Geralmente, são compostas de 3 a 10 pessoas.


Empresas que trabalham com modelo squad

Além do próprio Spotify, empresas brasileiras como o Nubank, Natura e Magazine Luiza vem adotando a organização Squad nos últimos anos.


Como organizar squads?

como organizar squads spotify
fonte: https://engineering.atspotify.com/2014/03/27/spotify-engineering-culture-part-1/

No modelo criado pelo Spotify, organiza-se uma matriz com times dispostos na vertical e na horizontal.

organização de squads vertical

As equipes na vertical são as squads e as tribes (as “tribos”: conjuntos de duas ou mais squads com objetivos em comum visando a troca de experiências), agrupadas por objetivos de entregas.

Já os grupos na horizontal, chapters (“capítulos”: profissionais provenientes de diferentes squads agrupadas pelas competências em comum) e guilds (grupos formados espontaneamente por competências ou interesses).

O P.O (Product Owner ou, literalmente o “dono do produto”) é o stakeholder do projeto e o responsável pela gestão: ele transmite as demandas, define a ordem de prioridades, define as regras por sprint e revisa o backlog. Há sempre um P.O por squad.

Ademais, este profissional é também responsável pelo ROI (retorno sobre investimento) e deve aplicar aquilo que traz mais retorno à empresa em todas as fases do projeto.

Todos esses agrupamentos comunicam-se entre si e cada squad tem a liberdade de selecionar o framework de trabalho que julgar mais adequado (operando como uma mini-empresa), sem perder de vista a estratégia e os valores da empresa.

No caso de grandes projetos, as demandas são divididas em partes e, dessa forma, as entregas acontecem gradualmente (as chamadas iterações), e não apenas ao final, permitindo atualizações e feedbacks constantes e provendo mais agilidade a todo o processo.

Dependendo do tipo de empresa, alguma espécie de adaptação da cultura empresarial pode ser necessária. Cabe ao RH, juntamente com cada squad, analisar a melhor adaptação aliada aos objetivos e metas da empresa.


Vantagens da organização de squads

Cooperação

Nas Squads, profissionais de diferentes áreas se unem por um objetivo em comum, criando um forte espírito colaborativo. A inexistência de hierarquia cria um clima de parceria e motiva toda a equipe.

Produtividade

A ausência de hierarquia e a autonomia dos squads levam a uma diminuição da burocracia: envolvendo menos profissionais nas tomadas de decisão e impedindo a criação de gargalos. Além disso, a divisão das tarefas de uma projeto, com funções atribuídas a squads focados, traz maior eficiência e eficácia.

Mérito coletivo

Cada integrante da squad é capaz de emitir uma opinião qualificada sobre o projeto e as tomadas de decisão são coletivas (aumentando o engajamento e motivação do time). Nas squads, não só as responsabilidades são compartilhadas, mas também os méritos e sucessos.

A visibilidade trazida pelas decisões de sucesso nas squads aumenta o grau de satisfação individual de cada colaborador, bem como as possibilidades de crescimento pessoal.

Por outro lado, em caso de decisões equivocadas, as equipes compartilham a responsabilidade e apontam com eficiência as oportunidades de melhoria e aprendizados. 

Flexibilidade

Cada squad pode decidir coletivamente a metodologia a ser utilizada, existindo a possibilidade de adaptar os modelos de sprint conforme a realidade da empresa e alinhar cada resultado às metas do negócio.

O fato do time ser autogerido promove respostas mais rápidas e assertivas. Os resultados podem ser vinculados às metas com a adoção de OKR (Objective and Key Results ou Objetivos e Resultados Chaves), por exemplo.

Autonomia

A autonomia das squads na tomada de decisão estimula a confiança dos profissionais e o desenvolvimento de uma maior atitude de dono em cada um dos participantes.


Organização de squads é com a UDS

A UDS auxilia médias e grandes empresas como C&A, DHL, Calvin Klein e outras a desenvolver sistemas e aplicativos de forma ágil com squads especialistas. Fale agora com um especialista.

Leave A Reply